18 de setembro de 2011

Qualquer...



Qualquer palavra tua
Seria como uma melodia
Eu preciso de você agora
Quero ouvir versos de amor
E ao mesmo tempo te observar
Queria apenas te sentir
Nem que fosse em um sonho
Mas você fez questão de partir
E me deixou aqui sem sentido
Sem saber o que dizer
Eu precisava tanto...
De lábios ressecados
Fico à espera de um beijo teu
Mas aonde estais?
Te procurei
Mas a escuridão não deixou
Eu ir atrás de você
Pois o medo é se fez presente
Eu não quero ser a tua sombra
Mas também não quero
Que fiques longe de mim...

Direitos autorais reservados à : Hellen Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário